domingo, 15 de agosto de 2010

Caindo




Caindo

É um circulo, é um caminho sem volta
mas meu santo Deus não me dê essa corda
eu poderia fazer mil coisas corretas
mas nenhuma delas iria me satisfazer
eu poderia escrever mil linhas certas
mas nenhuma delas iria me conter....

Subindo...
Eu posso ir aonde bem querer
Flutuando...
Mas meu amor, você não vai poder
me fazer descer...

E se são nessas cinzas que eu me tornei
é porque do meu próprio desejo queimei

Eu não posso ser sua redenção
Eu não posso ser o seu perdão
eu não posso mais te levar em meu coração

E se é nessa escuridão que eu fiquei
foi por causa de tudo que eu sacrifiquei...

Caindo...
Eu posso sentir essa amargura
queimando...
Mas meu amor, eu amo sentir essa dor...
só assim eu crio minha armadura...


Taís Turaça Arantes

3 comentários:

Camila B. disse...

Muito bom, muito bom *-*

Adrenalinna disse...

adorei o sentimento..

Bárbara Romanelli disse...

oi! achei seu blog procurando imagens para o meu... E... gostei. Gostei muito! Parabéns! =P